cresol mobile

14.05.2022 às 10:57h - atualizado em 14.05.2022 às 11:07h - Geral

Celesc vai investir 80 milhões de reais em nova linha de transmissão até Itapiranga

Diana Isabel

Por: Diana Isabel Itapiranga - SC

Celesc vai investir 80 milhões de reais em nova linha de transmissão até Itapiranga
Foto: Diana Isabel/Rede Peperi

Continua depois da publicidade

Projeto vai dobrar a capacidade de energia elétrica na microrregião. Este é um investimento de curto, médio e longo prazo para vários municípios. A nova linha de Distribuição de São Miguel do Oeste a Itapiranga vai proporcionar o dobro da capacidade atual de energia elétrica para os municípios de Itapiranga, Tunápolis, Santa Helena, Belmonte e Descanso.

Conforme o gerente da Divisão de Meio Ambiente da Celesc, Orlando Foes Neto, é grande a carência de energia elétrica para o setor industrial e empreendimentos agropecuários. Itapiranga e municípios vizinhos possuem elevado consumo de energia em granjas de aves e suínos e também na produção de leite.

A linha de Distribuição dois de São Miguel do Oeste a Itapiranga será implantada paralela a atual rede elétrica. A capacidade será de 138 kV, sendo que a atual é de apenas 69kV. A extensão será de aproximadamente 54 quilômetros, com traçado predominante rural com investimento previsto 80 milhões de reais e prazo de execução de 12 meses.

Orlando Foes Neto admite que o valor final pode ser ainda maior, em virtude do constante reajuste no valor dos materiais. O gerente da Divisão de Meio Ambiente da Celesc salienta que o primeiro passo é obter a licença ambiental.

A Celesc vai realizar na próxima quarta-feira, dia 18, uma audiência pública presencial para apresentar e discutir o Relatório de Impacto Ambiental da Linha. Será no auditório da Prefeitura de Tunápolis, às 19 horas e vai ocorrer em parceria com o IMA - Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina.

Outros municípios da região serão contemplados com o reforço na rede de distribuição de energia elétrica. De acordo com o gerente da Divisão de Meio Ambiente da Celesc, Orlando Foes Neto, a rede vai percorrer os municípios de São Miguel do Oeste, Descanso, Belmonte, Santa Helena, Tunápolis e Itapiranga.

A obra será composta por estruturas metálicas e de concreto, iniciando na Subestação São Miguel do Oeste II e terminando na Subestação Itapiranga. Como vai dobrar a capacidade na Subestação de Itapiranga, municípios como São João do Oeste e Mondaí também serão beneficiados devido a folga que terá no sistema elétrico da região.

A justificativa para a implantação da linha é o fortalecimento do sistema elétrico na região Extremo Oeste catarinense, visando ampliação da oferta de energia e garantia de confiabilidade do sistema.

A nova Rede de Distribuição da Celesc vai permitir ampliar a entrega de energia no sistema trifásico. O gerente da Divisão de Meio Ambiente da Celesc, Orlando Foes Neto, explica que o próximo passo será a substituição de redes monofásicas por trifásica, permitindo atender a demanda nos empreendimentos do agronegócio e também para empresas no perímetro urbano. Neto observa ainda que após o licenciamento ambientação será possível agilizar as obras para o empreendimento para implantação da linha de transmissão.

O investimento também contempla a Subestação de Itapiranga com novo transmissor. A obra deve ser concluída no início de 2024 para colocação do novo sistema em operação.

Foto(s): Diana Isabel/Rede Peperi

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.