cresol mobile

13.05.2022 às 10:53h - Geral

Hospital Regional de SMOeste registra quase 1.500 nascimentos em dois anos

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Hospital Regional de SMOeste registra quase 1.500 nascimentos em dois anos

Continua depois da publicidade

O Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste registrou nos últimos dois anos quase 1.500 nascimentos. A informação foi confirmada por meio da assessoria de imprensa da unidade hospitalar.

De acordo com os registros, em 2020 foram 687 nascimentos, sendo a maioria do sexo masculino. Ao todo, foram 361 meninos e 326 meninas, gerando uma diferença de 35 nascimentos entre os dois sexos. Já em relação ao modo de parto, 260 foram por meio de cesárea e 427 de parto normal.

Também de acordo com os dados, em 2020 foram realizados dois partos de gêmeos, sendo os procedimentos feitos por meio de cesárea.

Já no ano passado foram registrados quase 800 nascimentos no Hospital Regional de São Miguel do Oeste. Ao todo, foram 788 nascimentos, sendo novamente a maioria do sexo masculino, representando 428 nascimentos e 360 de meninas, representando uma diferença de praticamente 70 nascimentos entre os sexos.

Conforme a assessoria de imprensa, dos 788 nascimentos, 495 foram de parto normal e 293 por meio de cesariana. Em relação ao número de partos de gêmeos, em 2021 foram quatro gestações, sendo três por meio de cesárea e em um dos casos, um dos bebês nasceu de parto normal e outro por meio de cesariana.

Com base nos dados de 2020 e 2021 em relação ao número de nascimentos no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste é possível afirmar que a média geral é de dois novos partos ao dia na unidade hospitalar. Ao todo, foram 1.475 nascimentos, sendo 789 meninos e 686 meninas, gerando uma diferença de 103 nascimentos entre os dois sexos.

Já o modo de parto adotado pela grande maioria foi o normal com 922 procedimentos, contra apenas 553 cesarianas.

A unidade hospitalar atende vários municípios da região Extremo Oeste catarinense e de outras regiões do estado de Santa Catarina.

Foto(s): Divulgação/ Portal Peperi

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.