cresol mobile

13.01.2021 às 07:23h - atualizado em 13.01.2021 às 09:06h - Saúde

Eficácia de 50,38% da CoronaVac ajuda a frear pandemia, dizem especialistas

João Bresolin

Por: João Bresolin São Miguel do Oeste - SC

Eficácia de 50,38% da CoronaVac ajuda a frear pandemia, dizem especialistas
Divulgação

Continua depois da publicidade

A vacina CoronaVac registrou 50,38% de eficácia global nos testes realizados no Brasil, segundo informou o Instituto Butantan, que desenvolve a vacina contra a Covid-19 em parceria com o laboratório chinês Sinovac, em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, 12.

O número mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária é de 50%.

Chamado de eficácia global, o índice aponta a capacidade da vacina de proteger em todos os casos, sejam eles leves, moderados ou graves. O Butantan também afirmou que a vacina não apresentou reações alérgicas.

Para especialistas, apesar desse número estar abaixo do índice divulgado na semana passada sobre casos leves a vacina é boa e vai ajudar a frear a pandemia do coronavírus no Brasil sobretudo pelos seguintes motivos:

  • É compatível com a nossa capacidade de produção local;
  • Pode ser armazenada em temperaturas normais de refrigeração, de 2ºC a 8ºC;
  • Tem eficácia geral dentro do esperado;
  • Foi testada de forma adequada e dentro do padrão de maior rigor de testes clínicos;
  • Não houve casos graves nos vacinados que tiveram a Covid-19.

O imunologista e pesquisador da USP, Gustavo Cabral, disse que a eficácia geral era a esperada, já que a tecnologia utilizada é a mesma da vacina da gripe, cuja eficácia fica em torno de 40% a 60%.

Fonte: G1

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.