cresol mobile

07.04.2021 às 17:40h - Prefeitura

Projeto de mais de um milhão de reais visa sanar abastecimento de água

Diana Isabel

Por: Diana Isabel Itapiranga - SC

Projeto de mais de um milhão de reais visa sanar abastecimento de água

Continua depois da publicidade

Engenheiro apresenta detalhes de projeto que visa acabar com problema de falta de água em São João do Oeste. O investimento é considerado alto, porém necessário para sanar um problema histórico do município e que está se agravando com o aumento considerável no consumo.

Os valores ainda podem sofrer alteração, pois os projetos estão sendo finalizados. A projeção no momento é de um milhão e 500 mil reais para rede de água do Rio Jundiá, na comunidade de Vale Pio até a Estação de Tratamento na comunidade de Beato Roque. Conforme o engenheiro sanitarista e ambiental, William Arenhardt, a capacidade será de 40 mil litros por horas, em uma projeção de 800 mil litros por dia, permitindo ainda um folga no sistema de bombeamento.

O projeto é audacioso e inclui mudanças no traçado da estrada para facilitar a colocação dos canos e ainda nova rede elétrica trifásica para sustentar os motores necessários para bombear água. O engenheiro projeta conclusão das obras até novembro ou dezembro deste ano. William Arenhardt diz que a Estação de Tratamento não precisa de investimentos no momento e será capaz de atender a demanda até mesmo para o futuro. Serão três pontos de recalque com cinco mil metros de canalização.

O município já obteve, via Conder Ambiental, as licenças de captação da água do rio Jundiá que possui pequena vazão. Arenhardt destaca que o principal consumo é de indústrias instaladas na comunidade de Beato Roque e também a necessidade de atender residências no perímetro urbano e propriedades agrícolas.

São João do Oeste necessita reforçar sistema de abastecimento de água para atender a crescente demanda. Com o desenvolvimento dos setores industrial e agropecuário, o consumo de água deu um salto além do esperado nos últimos anos. O engenheiro sanitarista e ambiental, William Arenhardt informa que no momento a prefeitura mantém dois caminhões para o transporte de água até a estação de tratamento na comunidade de Beato Roque.

Ele salienta que o sistema que leva água do Rio Uruguai será mantido, além de projetos para ampliar o volume de água nos reservatórios naturais que o município possui. O engenheiro projeta garantia de abastecimento para os próximos anos, após a conclusão dos novos projetos que estão sendo desenvolvidos.

Comentar pelo Facebook

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.