Empresas da região estão impedidas de contratar com poder público

Diógenes Di Domenico
Campo Erê

16/02/17 11:16 - Atualizado em 16/02/17 11:32

De acordo com o Ministério Público, um grupo de construtores que participava de acordos prévios em licitações para realização de obras nos municípios de Entre Rios, Campo Erê e Quilombo foi investigado pela segunda Promotoria de Justiça de Xaxim e pelo Gaeco na Operação "Deu Bandeira", deflagrada em 2015.

Conforme o MPSC, a medida cautelar suspende 10 construtores e uma arquiteta contratada pela prefeitura de Quilombo de participar de qualquer processo licitatório ou de firmar contrato com entes públicos devido ao envolvimento em fraudes em certames dos municípios de de Entre Rios, Campo Erê e Quilombo.

Segundo o promotor de Justiça Diego Roberto Barbiero, a empresa pagava concorrentes para ganhar licitações, que chegavam a um R$ 1 milhão. A decisão judicial não tem o objetivo de punir as empresas e sim evitar novos atos. Juntas elas firmaram contratos que alcançam a soma de R$ 26 milhões com entidades públicas em Santa Catarina. Os nomes das empresas não foram divulgados pelo MP.


Veja também

20/02/17 07:48
Passageiro é flagrado com droga no interior de ônibus na BR-163
Barracão
19/02/17 22:04
Futsal São Lourenço estreia com goleada na Copa Catarinense
São Lourenço do Oeste
19/02/17 18:08
Pérola e Grêmio Tunense empatam pelo Regional
São Miguel do Oeste
PEPERI AM
TOP 104 FM
CIDADE AM
ITAPIRANGA AM
ATALAIA AM
CEDRO FM
OESTE FM
×
Al ContabilidadeMayerSicrediTop MarteBolfeMadebal SompelZanotelliHabiteto  Pinheirinho 24hImobalAdvocacia Fávero
REDE PEPERI DE COMUNICAÇÃO
Telefone 3622-1877
Rua Marquês do Herval, nº 977.
Desenvolvido por: